Como ser mulher – Caitlin Moran

Enquanto eu não saio da depressão pós-Clarice (ainda estou pensando em GH) e não consigo terminar outro livro, vou postar algumas resenhas antigas que eu tinha perdida por aí.

comoser

Assim que esse livro chegou eu tentei ler, mas ele não me fisgou, acho que foi pelo fato que aconteceu constantemente ao longo do livro: ela exagera nos detalhes das historias, daí ficam longas e chatinhas. Mas é muito divertido! Se trata praticamente de uma autobiografia, a autora vai contando as experiências dela desde a infância e comentando, dando opinião de como realmente uma mulher deve se comportar: dar de ombros a essa babaquice total.

Moran trata esses assuntos como nascer, menstruar, ficar louca por roupas/bolsas/sapatos, se apaixonar, depilar, casar, engravidar, abortar e envelhecer de uma forma leve e muito divertida. Eu ria de muitas histórias e pitacos dela dando gargalhadas -ou com olhos cheios de lágrimas, de tão triste o preconceito contra as mulheres- e falando: “Caramba, é assim mesmo”.

Caitlin fala também, meio que superficialmente, da história da mulher, desde a decada de 70 e praticamente através da música, coisa com que ela sempre trabalhou desde a adolescência. Moran cita grandes nomes femininos, glorifica alguns feministas e esculacha alguns não-feministas (Patti Smith, Madonna, Lady Gaga, Katie Price, Germanie Geer, Victoria Beckman (acho que essa ela detesta bastante!) e outras).

É bom ter esse livro pra dar uma esclarecida em vários assuntos. Pra mim pelo menos serviu para ainda mais perceber e estabelecer o quanto sou feminista e me deixou muito feliz de estar cada vez mais próxima de ser uma feminista estridente. Essa autora desmitifica esse sentimento de maternidade que deve estar no âmago da mulher, assim como querer achar um príncipe encantado e aí sim sua vida começar a acontecer e ser gloriosa com roupas e bolsas caríssimas com pó de pirlimpimpim pelo simples fato de ter se tornado uma princesa com a pele perfeita, depilada e pronta para acasalar!! Então, Caitlin, vamos ser amigas, pois quando chegar aos meus 36 anos quero ter vivido e aprendido tanto quanto você!


Onde encontrar o livro:

Como ser mulher

Comprando pelo link você ajuda o blog a crescer

Anúncios

Um Comentário

  1. Pingback: Do que é feito uma garota: Sobre a dor e a delícia de se descobrir | Livro do dia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: