Livros infanto-juvenis e seu poder

https://i1.wp.com/25.media.tumblr.com/2ae253c78cf75d4fd9668602907dd2d4/tumblr_mtzqalfzbQ1sk550bo1_500.jpg

Porque os livros young adults e new adults estão fazendo tanto sucesso até com os adultos tão rapidamente?

Nem precisa de uma pesquisa aprofundada e dados estatísticos, é só pensar no mais óbvio: os autores estão se arriscando. Eles precisam disputar a atenção e concentração (bem limitadas, vamos dizer) dos adolescentes com smartphones, facebook, tablets, games e programas de televisão, então eles criam distopias perfeitas onde os jovens conseguem se imaginar na história, despertam suas emoções e sentimentos. Pois o jovem gosta disso, gosta de se conectar a historia, fazer um paralelo da sua vida com a vida do personagem. É como naquele filme “Escritores da Liberdade” (aquele com a Hilary Swank, sabem qual? Choro horrores), os adolescentes leem um livro sobre gangues e se apaixonam por isso, porque conta a história deles.

7405df818b385bcdd92ebc4180233731

Muitos podem julgar essas distopias sombrias demais para os jovens, mas existem coisas ruins no mundo, sabe? Nada mais sincero que retratar isso na literatura. Mas um holocausto narrado pela morte, massacre de crianças sendo televisionado ou um romance escrito todo em mensagens eletrônicas podem te fazer perguntar se você está ou não na seção de livros adultos.

Infelizmente, alguns adultos ainda acham que os jovens devem seguir uma dieta de livros clássicos que devem ser lidos-de-sombrancelha-em-pé-bem-posudo, esquecendo-se que o mercado de ficção YA cresce cada dia mais e que a leitura acadêmica só terá sucesso se a leitura for prazerosa (diga-se: por escolha própria).

Acredito que os clássicos ainda vão perdurar e são importantes para a formação e educação dos jovens, mas devem ser abertos espaços para títulos como As vantagens de ser inivisível, por exemplo, nas estantes, tantos nas das bibliotecas das escolas, como na dos adultos que estão se interessando ultimamente. Achar que ficção YA requer menos do cérebro que um livro de ficção para adultos é de uma prepotência enorme, muitos destes livros tem uma narrativa estruturada, voz e crítica social. Se você ainda tem preconceito, vai lá, dá uma chance, escolhe um mundo e vai!

tumblr_mrzr90a2d01r00fpfo1_500

Anúncios

  1. Concordo plenamente, e tenho batido muitas vezes nessa tecla, porque na verdade tudo aquilo que é obrigado, pro jovem, não é legal.
    A leitura tem sim que ser atrativa, tem que ser divertida, tem que propor envolvimento porque senão, não dá certo.
    Os clássicos só serão apreciados pelos jovens quando os permitirem a ler o que quiserem, sem pressão ou julgamentos.
    Poxa, tantos jovens que hoje leram Dom Casmurro começaram lendo “Crepúsculo”, qual o problema disso?
    Ótimo post, parabéns!
    Um beijo ;*

    Juliana . Oliveira
    http://trocandoconceitos.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/sosdeamiga
    @Julymg2

  2. Oi! Olha, li muito pouco de YA na vida, mas concordo com você. Acho que qualquer forma de incentivo à leitura vale a pena e de forma alguma um estilo literário tira o lugar de outros. Não me lembro dessa febre de livros adolescentes durante a minha adolescência e, de verdade, acho que se tivesse vivido essa fase quando era mais nova, teria lido muito mais do que li na época.

    bjs,
    Carla
    http://linhas–soltas.blogspot.com.br/

    • Oi!
      Como eu falei em outro post por aqui: uma leitura acaba levando a outra e outra e outra. Um adolescente só tomará gosto pela leitura se ler o que quiser, daí ele buscará as referências depois.

      :*

  3. Que YA não tem uma “técnica de escrita” tão desenvolvida quanto aos clássicos (ou até mesmo livros mais adultos rs) é inegável. Entretanto acho que isso se deve até mesmo a conexão com o leitor mais adolescente.
    Eu (que já não sou mais adolescente kkk) demorei um pouco pra me acostumar com o estilo primeira-pessoa-quase-onisciente de Jogos Vorazes, mas depois de certo ponto a conexão com os personagens era gigantesca.
    Ai está o segredo da YA: empatia.

    • Concordo, por isso mesmo ainda o preconceito em cima desses livros. Mas é leitura rápida, gostosa, acho que numa semana cheia de trabalho melhor ler um livro “leve” né? E dá pra tirar alguma coisa das histórias. Eu sou eterna adolescente, sempre gostei rs

  4. Olá!

    Adorei sua postagem. Tenho 31 anos e penso exatamente como você. Claro que, os clássicos vão perdurar e são importantes, eu mesma gosto de ler, mas sempre achei muito prepotente pessoas que julgam YA, NA ou outros quaisquer da forma que citou. Ótima postagem.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: