O céu está em todo lugar, por Jandy Nelson

Capa do livro

Capa do livro

Ganhei o livro e comecei a ler sem saber o que me esperava, mas pelo nome e pela capa já sabia que me emocionaria. A Novo Conceito fez um trabalho lindo nesse livro, a diagramação é uma graça, fiquei apaixonada, e li que nem senti (mais de 400 páginas ininterruptamente em um dia).

Lennie viveu até seus dezesseis anos tranquilamente á sombra de sua irmã mais velha, Bailey, até o dia em que ela morre subitamente e a deixa sozinha para tomar suas escolhas e enfrentar sua vida. Até este momento ela nunca teve experiências verdadeiras com meninos e se vê tendo que lidar com dois, o seu cunhado, Toby, e o garoto novo da escola, Joe.

“Eu deveria estar de luto, não me apaixonando.”

Os dois de alguma forma ajudam-na a enfrentar o luto, mesmo de uma forma inicialmente “errada”. Enquanto com Toby é puramente carnal e cheio de culpa, com Joe a relação é leve e fofa, com aquele sentimento de coisa certa a se fazer. Shipei Lennie e Joe a todo momento, sempre querendo mais da relação dos dois, das conversas e frases engraçadas.

Lennie apesar de ser totalmente insegura e viver escondida nos sonhos da irmã se mostrou alguém de personalidade, com manias de escrever poemas em qualquer canto (<3) e que se mostrou encantadora ao longo do livro. Acompanha-se todo o crescimento interno da personagem, desde a menina desprotegida que perde o que considerava seu mundo e referência, sua irmã, até a mulher que tem que fazer escolhas e se tornar protagonista de sua própria vida.

“Minha irmã vai morrer todos os dias, pelo resto da minha vida. A dor dura para sempre. Não desaparece nunca; torna-se parte de nós, a cada passo, a cada suspiro. Nunca vai parar de doer, Bailey, porque nunca vou deixar de gostar muito de você. É assim que é. A dor e o amor caminham juntos, um não existe sem o outro. Tudo o que posso fazer é adorá-la e amar o mundo, imitar seus passos ao viver com ousadia e força e alegria.”

Mesmo achando errado colocar uma romance sempre que alguém sofre uma perda (clichê de romance água com açúcar), esse livro é lindo e vibrante. Li o tempo todo com um sorrisinho no canto do rosto. A escrita é simples, então a leitura flui rápido, por isso li em poucas horas. A narrativa em primeira pessoa é poética e mesmo assim tem-se uma visão completa de tudo, as descrições são boas, apaixona-se por todos os personagens, desde o tio maconheiro, passando pelo cunhado atordoado, a avó fofura pura e a família de músicos gatos. Outro ponto muito amor: a história envolve música, coisa que me encanta de primeira.

Imagens dos poemas da Lennie espalhados por aí, indicando os lugares que foram encontrados. A foto é da manumanuelices.com

Imagens dos poemas da Lennie espalhados por aí, indicando os lugares que foram encontrados. A foto é da manumanuelices.com

Esse livro trouxe a tona sentimentos bons (ou não) que fazia tempo um livro não me dava: compaixão, tristeza, alegria, aquela coisinha no peito que não dá pra explicar. Enfim, recomendadíssimo, a autora acertou em cheio nesse romance que fala de dor diante da perda, busca da felicidade e amadurecimento. Estou simplesmente encantada!

Anúncios

  1. Oi,eu to amandooo esse livro sabe, eu meio q me vejo como a personagem Lenie,pois 1 semana antes de eu perder alguém muito querido, cheguei em uma livraria e fiquei em duvida entre 3 livros,eu ia escolher outro, só q o dono da livraria falou q esse livro seria bom pra mim,na hora nao entendi muito bem porque ,mas levei mesmo assim,e como já disse eu tive uma perda e então comecei a ler “o céu esta em todo lugar” .Ele me veio por um ótimo motivo pois to me sentindo bem melhor agora lendo ele… To pra fazer 17 anos e estou gostando de um garoto do curso , kkk muita conhecidencia kk.

    • Muito bom quando um livro toca a gente ne? Quando rola essa indentificação é que um livro se torna bom, independente se é bem escrito, um clássico ou best seller.

      Obrigada pelo comentário e pela visita. Desculpa a demora para responder.
      :*

  2. Já me emocionei só de ler a sua resenha. Só quem passa por uma perda significativa sabe o que é conviver com a dor.
    Amei!
    Beijos

    Meu Meio Devaneio

  3. Adoro gostar dos livros que eu leio. Haha mas sério, é uma sensação mt boa.
    O céu está em todo lugar não me interessa de jeito nenhum – nem a sinopse, nem o titulo, nem a capa – só não parece ser coisa pra mim.

  4. Olá, tenho esse livro aqui em casa e pretendo lê-lo logo.
    A capa e suas páginas são lindas. Adorei a sua resenha e espero
    poder sentir tais coisas,
    bjs

    http://www.loveebookss.com.br/

  5. Geeeente! Já faz alguns meses que eu troquei esse livro no Skoob, mas ainda não li e nem estava com anos pra ler tão cedo. Depois de ler essa resenha mudei totalmente de ideia haha Estou muuuito curiosa com esse livro, não vejo a hora de ler também. Amei as citações que você colocou na resenha!
    Beijos!

  6. Que ótima resenha *-*
    Me deixou muito interessada no livro, parece ser ótimo!
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com/

  7. Como é bom ler livros que nos encantam, não é. Eu não teria vontade de ler se não tivesse visto sua resenha antes, o título não é bem dos que me atraem, mas a história parece gostosa pra uma tarde chuvosa de domingo.

    Beijos, Lu!
    http://gimmeflowers.blogspot.com.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: