Qual foi o ultimo livro que te abalou? [Parte II]

Estou com certa crise. Não consigo parar de ler sobre livros, me interessar por eles através de sinopses, capas, indicações e preço (pois é), mas também não consigo me prender a nenhuma historia ultimamente. Quase que faço uma leitura dinâmica de vários trechos de livros que seriam meus favoritos em outra época.

O meu gosto literário mudou, ou amadureceu como eu prefiro dizer, e ultimamente tenho bastante livro denso na estante. Até as HQs que compro tem uma temática mais séria. Meus livros preferidos todos tem tristeza ou amor não correspondido como enredo, então acho que investi nisso ao longo do tempo, além de livros que deem voz ao que acredito hoje, claro.

Acredito que isso leva a resolução do problema aqui. Essas historias tristes refletem um momento anterior, onde eu me identificava com os problemas narrados. Sabe aquele amor platônico pelo melhor amigo? Sabe aquela dificuldade de aceitação do corpo, da pele, do cabelo? Sabe aquela solidão que ninguém entende? Aquele final trágico da faculdade? Aquele futuro em que você não se vê bem sucedida? Aquela sensação que você nunca sairá do vermelho? Hoje não tem. Hoje tem sim, vários questionamentos, mas lido com eles muito mais sobriamente.

E aí então que ontem domingo, ultimo dia das férias do trabalho, eu queria uma historia. Queria deitar na minha cama com um livro leve, divertido, que me prendesse, me fizesse rir, chorar (mas não tão triste, se você me entende), qualquer coisa. E eu não tinha. Não tinha um livro no estilo “eu tinha que ler agora, nesse exato momento da vida”.

Olho para minha estante e vejo livros sobre historia dos negros, mulheres perturbadas, romance sueco com 500 paginas de nomes complicados, fluxo de consciência, livros sobre feminismo, livros em inglês, calhamaços e calhamaços e calhamaços… (Não estou tentando me gabar, é o que tenho comprado. É o que acho que vai me enriquecer de alguma forma).

Na casa dos meus pais (ta tendo estante lá também, gentchy) acredito que tenha alguns livros leves, mas não estão perto de mim, mas devem ser YA. Eu não tenho curtido mais YA. Eu quero um livro legal sobre uma mulher de 20 e poucos anos que está numa época razoável da vida, que ama e é amada, que se ama, que apesar do trabalho e de não ver nenhum futuro nele está conformada de uma forma boa. Que está levando e curtindo a vida. Que está leve, mas não supérfula.

Tá, não precisa ser uma biografia minha. Mas dá para entender o que estou buscando? Se sim, me indica algum?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: