Dicas para ler barato

Indo contra toda a minha compulsão de comprar livros, hoje eu trago dicas para ler com pouco dinheiro ou até zero dinheiro mesmo. Acho lindo aquelas fotos de bibliotecas caseiras enormes, mas estou em um processo de desentulhar a vida e a coisa que mais acumulo (seguido de notinhas de compras porque sabe-se lá se vou precisar trocar né. Ai que inútil), as vezes pela capa, as vezes porque quero reler. Mas a quem queremos enganar além de nós mesmos? É tão mais legal olhar para a estante e ver livro querido mesmo e não aquele amontoado de livros te cobrando leitura, mas você não quer porque já passou o tempo dele e simplesmente desanimou. Enfim, temos alternativas para aquelas leituras não tão marcantes, passatempo e/ou caras.

estante

  • Biblioteca

Já parou para ver aquela biblioteca pública do seu bairro ou perto do trabalho? Ou ainda, se mora no Rio, aquela biblioteca do metrô? Muitas vezes dá para se surpreender com as obras disponíveis. Eu, por exemplo, achei Meio Sol Amarelo, além de várias séries completas, na Biblioteca Parque Estadual, perto da Central. Se duvidar não acho esse livro facilmente nem em livraria.

O esquema das bibliotecas em geral é simples: você faz um cadastro, escolhe o livro e devolve no final do prazo que eles determinam, geralmente 15 dias. Você não acumula livros e tem a chance de ler vários, até mesmo livros que você só tinha curiosidade e tinha medo de gastar dinheiro.

  • Domínios públicos online

Em geral, os livros em domínio público são obras bem antigas, mas está aí uma super chance para você ler os clássicos que sempre quis ou que a escola/faculdade exigiu.

  1. O Portal Domínio Público oferece livros clássicos brasileiros e traduzidos, infantis brasileiros, publicações sobre educação, teses e dissertações, além de músicas e vídeos.
  2. Um artigo do Globo Universidade, reuniu outros diversos sites de bibliotecas online que ajudam estudantes.
  3. O Afroteca é um blog sensacional que objetiva unir e compartilhar materiais que giram em torno da questão racial, mas que se encontram de maneira dispersa, fragmentada e, muitas vezes, de difícil acesso e pouca visibilidade. A maioria do material consiste em artigos, teses, dissertações e e-books que estão disponíveis gratuitamente para download na internet.
  4. O MEC disponibiliza uma série de publicações sobre Relações Étnico-Raciais, que pode ser muito útil para os professores que quiserem trabalhar o tema em sala de aula ou até para a gente mesmo depois de velhos. Confira aqui.
  • Tenha um e-reader

Ter milhares de livro disponíveis em um dispositivo que pesa o mesmo ou até menos que um livro de bolso é com certeza um grande investimento. Pagando um valor que pode ser dividido em várias vezes, você tem acesso à vários livros grátis dependendo do seu aparelho. Hoje em dia temos o Kindle, da Amazon; o Kobo, da Livraria Cultura e o Lev, da Saraiva. Além de você ter a possibilidade de baixar um aplicativo de algum desses em seu celular ou tablet.

O Kindle ainda tem um serviço de assinatura mensal, o Kindle Unlimited, onde você paga R$19,90 por mês e o catálogo de livros é imenso. No início tinha muito livro marromeno, mas hoje em dia tem bastante best-sellers, tanto em inglês quanto em português.

Eu ainda reclamo dos preços dos ebooks, mas eles estão mais acessíveis ultimamente, além das inúmeras promoções. Eu indico e não largo meu kindle.

  • Pegue emprestado

Essa dica é mais difícil se você não tem outros amigos leitores, mas a mãe sempre tem livro da época da escola ou a tia sempre tem aquela coleção Agatha Christie guardada. Em uma época mais YA, eu costumava trocar livros com um primo. São, geralmente, esses livros e livros de romance que tem mais apelo ao público mais jovem, mas leitura é leitura, né?

  • Participe de grupos de livros viajantes

Eu já participei de várias viagens e li vários que não queria ou não podia comprar. As vezes até livro que nem conhecia. Tudo pelo Skoob. Não sei se existem outros grupos fora de lá, mas através do grupo Livro Viajante você se inscreve na lista (dependendo do livro você deve ser sagaz) e espera o livro chegar na sua casa. O único custo é do envio para a próxima pessoa. Mas é aquilo, você deve respeitar as regras e o prazo para não ser negativada. É tipo biblioteca, só que mais interativo  com outros e outras leitoras.Há troca de cartinhas, recados e marcadores também. Eu, inclusive, em um livro, era a última leitora da lista e descobri que a dona morava no meu bairro. Marcamos um suco para conversarmos. Enriquecedor!

  • Troque livros

Pelo Skoob ou por grupos do Facebook é possível fazer inúmeras trocas legais. Já fiz várias e recomendo. A rotatividade é o que importa, não adianta ficar com esse livro encalhado aí. Aqui no Rio também acontecem uns eventos que também convoca uma galera para uma troca de livros. Nunca fui, mas tenho muita vontade.

Mas OK, nenhuma dessas dicas te ajudou ainda porque o livro não está tão disponível gratuito? Vamos as dicas de compras:

tao bonita a capa

  • Leia edição econômica e livros de bolso

~mas tão bonita a capa~
~ olha essa super edição capa dura com a obra ou a trilogia completa, marcador e arte da capa maravilhosa~ Já percebeu que não dá nem para levar na bolsa e ler no ônibus? Estou com um trambolho desse em casa.

Eu sei que é duro resistir. Mas o importante é o conteúdo, não? Faz esse esforcinho.

  • Compre em sebos

Faz esse esforcinho também. Lá terão edições antigas ou até mais acabadinhas, mas mais baratas. Eu adoro sair de um sebo bem empoeirada e espirrando depois de muito garimpar ❤ Aqui perto de casa tem um que é 24h (Sim. Já cheguei de balada indo lá), é bem pequeno. Já é a terceira vez que eles colocam os livros em promoção para desentulhar um pouco (promoçao-em-sebo-acredite), não perco uma passada na frente, claro, porque o preço deles já são bons, com desconto mais ainda.

Tenho posts aqui no blog sobre restauração daqueles livros velhinhos, com páginas amareladas; e também sobre como tirar aquele cheiro forte de livro velho.

  • Vire a rata das promoções

Fique atenta aos sites, principalmente aos grandes como Submarino e Americanas, pois eles as vezes enlouquecem e colocam os preços lá embaixo. Há muito que os livros disponíveis não me apetecem, mas a Amazon é só amor. Já peguei tanta promoção que fiquei em choque e nem pensei, só comprei. Tanto ebook quanto livro físico.
Vale a pena também acompanhar as redes sociais das editoras e páginas que divulgam promoções, já ativa logo a notificação e newsletter.

  • Não compre no lançamento e prefira comprar pela internet

Se você for acompanhar as redes sociais das editoras, também tem uma parte ruim: vai ver um monte de lançamento o tempo todo e vai ler aquela sinopse e falar: PRECISO. Se segura porque daqui a pouco ele vai entrar em promoção. Eu te garanto. Aguarda, faz aquela lista, coloca como desejado no Skoob porque ele vai aparecer mais barato mais para frente.
Minhas ultimas compras foram lançamentos e em livrarias. Erro maior da vida, não faça isso, pois é só um momento de excitação por aquela sensação maravilhosa de sair com a sacola com aqueles livros TÃO desejados e você nem vai ler na hora.

Muita coisa, mas acaba tendo um retorno ótimo depois que você pega a manha e se desfaz de mania de livro da hora.

Assinatura

Anúncios

  1. Pingback: Meu mundo no e-reader: por que ter um vale a pena? | Livro do dia

  2. Pingback: Links Imperdíveis da Semana #5 | Livro do dia

  3. minhassimpressoes.blogspot.com.br

    Olá, Bia 🙂
    Muito úteis as suas dicas.
    Fico feliz em ver que pratico algumas delas, como pegar livros na biblioteca, trocar pelo Skoob, comprar em sebos… A denegação de economia é ótima.
    Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: